« Voltar

Biodigestor - Caminho para a Energia Limpa e Sustentável

 

O projeto de integração Agricultura X Pecuária na Sekita Agronegócios

1. SUSTENTABILIDADE- A partir da preocupação com a sustentabilidade nas atividades AgrícolaPecuária, a SEKITA AGRONEGÓCIOS, levando em conta a vida do solo através do uso racional com aplicação de técnicas constantes de sua recuperação e manutenção da fertilidade, o meio ambiente saudável e próprio para a vida em todas as suas formas, o custo do hectare de terra e o bom uso da disponibilidade limitada de água, vem reunindo ações para aproveitar ao máximo as áreas existentes.

2. INTEGRAÇÃO AGRICULTURA E PECUÁRIA – Foi a forma encontrada para tirar todo o aproveitamento de nosso potencial, com a implantação do Projeto de produção com o gado leiteiro: o solo produz a hortaliça e cereais, além da alimentação animal – o milho e capim para silagem. O gado produz 12 Kg de dejeto/animal/dia, o que em princípio é um grande problema, mas que pode, através da implantação de biodigestores, tornar-se fonte de economia e renda.

3. O BIODIGESTOR E BIOGÁS– Aí o interesse pela produção de BIOGÁS, não só devido a problema da contaminação do meio ambiente; ar, solo e água, mas, acima de tudo vimos a possibilidade de energia elétrica e térmica através da digestão da matéria orgânica – OSBIODIGESTORES -  como uma alternativa de renda.

4. O QUE É BIOGAS E SEU POTENCIAL ENERGÉTICO – BIOGÁS é uma mistura de gases gerados pela degradação microbiológica de matéria orgânica em um processo anaeróbico (sem a presença de oxigênio (O2)), no qual: - 60 a 70% é constituído de Metano (CH4) de alto poder energético e 30 a 40 % são dióxido de carbono (CO2), assim como traços de ácido sulfídrico (H2S), nitrogênio (N2), hidrogênio (H2) e monóxido de carbono (CO).

 

5. O BIOGÁS NA SEKITA AGRONEGÓCIOS – Os resíduos líquidos dos dejetos bovinos são encaminhados, parte para o BIODIGESTOR, onde é produzido o BIOGÁS, canalizado num percurso de 2,5 km vai mover o gerador de 260 CV, fornecendo a energia necessária para mover a máquina de lavação de cenouras e câmaras frias.

6. BIOFERTILIZANTES – Outra parte dos efluentes é usada diretamente nas lavouras adjacentes, através do processo de FERTIRRIGAÇÃO, via pivô central.

7. COMPOSTAGEM – A parte sólida dos dejetos bovinos e descartes de cenoura são encaminhados para o CENTRO DE COMPOSTAGEM, que em processo de fermentação aeróbica, com auxilio de enzimas, resulta num composto orgânico, de excelente qualidade, que aplicado ao solo, substituindo parte dos fertilizantes químicos, produz a alimentação para o gado, fechando o ciclo de integração Lavoura X Pecuária.

 

  • Bookmark and Share

Leia Também