Cenoura

 

 

A cultura de maior expressão econômica para os produtores é a cenoura (750 ha/ano), produzida desde 1990. São plantios semanais e colheitas diárias durante todo o ano. Os principais mercados atendidos são: Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Amazonas, Espírito Santo e Rondônia. Em torno de 150 mil caixas de cenoura são produzidas por mês, o que equivale a 52.000 toneladas por ano.

A cenoura produzida pelos integrantes do Condomínio Rural é beneficiada pelos próprios produtores na fazenda denominada Lote 46-A do PADAP, que conta com uma estrutura montada com a máquina beneficiadora de cenouras e câmaras frias.

O processo de beneficiamento inicia-se com a lavação da cenoura por escovas em formato de cilindro que permite que o produto saia totalmente limpo para as esteiras de classificação. Em seguida as cenouras são embaladas e encaminhadas aos centros consumidores.

Cenoura é uma grande fonte de vitamina A, cujas necessidades diárias podem ser quase que totalmente supridas com apenas 100 gramas desse legume. Crua, ralada e bem lavada, a cenoura limpa os dentes e desenvolve os músculos mastigadores; é indispensável para gestantes e lactantes, pois melhora e aumenta o volume sanguíneo que, consequentemente, aumenta e melhora a produção do leite. A cenoura funciona como laxante, sendo que seu suco combate a prisão de ventre, favorece o bom funcionamento do fígado, purifica a bile, ajuda na cura da icterícia, além de ser um bom remédio para as enfermidades dos brônquios e pulmões. A vitamina A contribui para o bom estado da vista, da pele e das mucosas. Além disso, a cenoura contém muitos sais minerais, como Fósforo, Cloro, Potássio, Cálcio e Sódio, necessários ao bom equilíbrio do organismo, e vitaminas do Complexo B, que ajudam a regular o sistema nervoso e a função do aparelho digestivo. Coma cenouras! Veja algumas receitas.